Genétíca e Esclerose Múltipla

Gene Ligado à Doença

Um grupo de cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido realizaram uma nova pesquisa sobre a origem da esclerose múltipla, e levantaram a hipótese de que a origem dessa enfermidade degenerativa seria herdada dos próprios familiares do paciente. De acordo com esse estudo científico, as pessoas do sexo feminino portadores da doença seriam mais propensas a apresentar um gene que poderia estar associado à esclerose múltipla.

Enfermidade Mais Frequente em Mulheres

Segundo os pesquisadores, a esclerose múltipla é mais frequente nas mulheres do que nos homens. Até o presente momento, não se sabe a causa dessa enfermidade, porém os pesquisadores britâncios desconfiam que alguns indivíduos são mais suscetíveis e que o meio ambiente propício poderia desencadear a enfermidade. Esse estudo analisou mais de mil famílias nas quais havia pelos menos um membro portador da doença. Dos que apresentaram o problema, as mulheres eram mais propensas a terem esclerose múltipla e apresentaram uma variação genética em um gene chamado HLA associado ao diagnóstico da enfermidade.

Salete Dias

Deixe um comentário